quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

It Might Get Loud (A Todo Volume)

Em meados de 2007, o cenário musical internacional – principalmente aquele conexo ao rock n' roll – recebeu um grande presente: o documentário “Metal: Uma Jornada pelo Mundo do Heavy Metal”. Nele, personagens singulares como Bruce Dickinson e Alice Cooper singram pela história e desenvolvimento deste gênero musical com certa perfeição, transformando tal obra em uma rica fonte de conhecimento sobre o tema. Próximo ao final de 2009, acabamos por receber outro “mimo” tão importante quanto o que acima indicamos: trata-se de “It Might Get Loud” (A Todo Volume), que teve seu lançamento consubstanciado em 08 de janeiro deste ano.

Em primeira análise, trata-se de uma rebuscada observação acerca do fascínio que a guitarra - enquanto instrumento musical único - exerce sobre as pessoas. Mas o grande ponto deste documentário talvez resida nos “atores” que revelam tal fascínio: ninguém menos que Jimmy Page, The Edge e Jack White.

O diretor deste projeto, o americano Davis Guggenheim, soube conduzir com maestria a exposição de sentimentos destes três incontestáveis ícones da música, costurando e mesclando com responsabilidade o fascínio que a guitarra em cada um deles e suas respectivas histórias.

Assim, Guggenheim mostra com clareza o saudável e prematuro contato do jovem Page com o mundo da música, que acabou por transformá-lo em um excelente músico de estúdio e “patrono” de uma das maiores influências do “rock n’ roll” até os dias de hoje.

A fixação (quase encarada como dependência) de The Edge pelos efeitos proporcionados pela tecnologia destinada à música também evidenciada em sincronia com história embrionária do próprio U2.

Por sua vez, a criatividade de Jack White foi elencada de modo nitidamente cru, expondo sua paixão pelo blues antigo dos anos 30 e sua conexão intrínseca com a simplicidade de instrumentos mais “rústicos”, por assim dizer. A prova disto pode ser encontrada já no início do documentário, que mostra o frontman do “The White Stripes” e “The Raconteurs” construindo uma “Diddley Bow" (instrumento de origem africana dotado de apenas uma corda e radicado no sul rural dos E.U.A no início do século XX).

Como se não bastassem este extenso apanhado que trafega pela história do rock, o documentário é provido com diversas “jams sessions” que fazem valer cada segundo desta excelente obra, que por certo integrará o rol de “masterpieces” que se entrelaçam com a história da música como um todo.

O link pode ser encontrado no site "Baixae", os quais agradecemos por ofertar-nos a oportunidade de apreciar essa excelente lição sobre rock n' roll.

LINK P/ DOWNLOAD: http://baixae.com/filme-a-todo-volume-it-might-get-loud/


Cheers!!!


Um comentário:

  1. Velho o artigo a respeito desse documentário é show, mas mais show ainda é o documentário. Esses 3 caras provaram que sabem muito de guitarra, de música e de tudo que possa ter a ver com arte. Tipo 3 caras não, 2 porque Jimmy Paige nem tinha dúvida. Agora The Edge e principalmente Jack White são fodas no que fazem. recomendadissimo pra todo mundo baixar ver e rever depois de rever favor ver de novo... rsrssrrsr

    ResponderExcluir