sexta-feira, 21 de maio de 2010

1978 - Long Live Rock n' Roll

Provavelmente, adjetivar o terceiro disco de estúdio do Rainbow como "lendário" e "eterno" não configure um demasiado exagero. Afinal, "Long Live Rock n' Roll" representa para muitas pessoas, além de um excelente álbum, também um modo de encarar e viver a vida. Este disco é também um forte candidato ao melhor registro de Ronnie James Dio com a banda, representando o ápice de seu desempenho e, de certo modo, também o do grupo como um todo. Fora tudo isso, "Long Live Rock n' Roll" representa, ao mesmo passo, a despedida de Dio que, em 1980, se envolveria no manto negro do Black Sabbath para, junto com a trupe de Iommi, brindar o mundo com "Heaven & Hell", de 1980.

A faixa título é sustentada inicialmente pelo envolvente e empolgante riff construído por Blackmore que, junto a voz "à laser" de Dio, esbanja virtude: "Long Live Rock n' Roll" apresenta uma miríade de qualidades técnicas e artísticas, desde um refrão empolgante até uma sequência de arpeggios de cair o queixo. As seguintes, "Lady of the Lake" e "L.A. Connection", contam com as estrelas de Cozy Powell e do tecladista David Stone para mostrar sua força: ambas são excelentes canções.

 A orquestral "Gates of Babylon" possui um toque especialíssimo: além de contar com Bob Daisley comandando o baixo, há nesta faixa a participação do conjuto de cordas da Bavária ("The Bavarian String Ensemble"), conduzida pelo maestro Rainer Piestch, sendo esta uma das canções mais bem construídas da história do Rainbow. O álbum  "Long Live Rock n' Roll" também reservou outros momentos de "flerte" com o classicismo: "Rainbow Eyes" apresenta em sua composição flautas, violas e violoncelos que buscam criar a atmosfera mítica que é tão comum ao som da banda.

Mas a explosão do disco ocorre mesmo em "Kill the King", apresentada ao público um ano antes com a compilação ao vivo "On Stage". A receita que combina perfeitamente riffs e arpeggios é acrescida pelo talento individual de cada um dos músicos da banda: "Kill the King" chega a ser mais forte e vibrante que a própria faixa-título, ainda que desprovida da mesma significação poética que transformou "Long Live Rock n' Roll" em um verdadeiro hino, ainda mais eterno pela triste passagem de Ronnie James Dio há poucos dias. Embora apresente uma maior amparo de produção e de qualidade artística que seu predecessor de estúdio "Rising", de 1976, "Long Live Rock n' Roll" alçou o 89º lugar no chart da Billboard, isto logicamente em 1978. Em 23 de junho deste ano, esta previsto o relançamento do álbum em formato de luxo, contando com dois cd's e um mini-lp, alavancando ainda mais o disco como um ítem de colecionador. Mas, mesmo que não houvessem tais medidas, este é um dos registros de maior impacto do Rainbow e, certamente, ficará marcado de modo perene em nossas almas.

Cheers!!!

Set List:

1. Long Live Rock n' Roll
2. Lady of the Lake
3. L.A. Connection
4. Gates of Babylon
5. Kill the King
6. The Shed
7. Sensitive to Light
8. Rainbow Eye

CLIQUE AQUI P/ FAZER O DOWNLOAD

2 comentários:

  1. rafael, cruzei com este blog ontem e ando lendo as resenhas e posts do mesmo..

    gostei bastante do blog e já comentei em alguns posts anteriores..

    só to escrevendo pra registrar minha surpresa em achar alguem que prefere este album ao rising ou ao 1º deles..

    todos q eu conheço acham este album o mais fraco dos 3, apesar de ainda ser excepcional..

    mas opinião é igual bunda, cada um tem a sua..

    gde resenha..

    ResponderExcluir