sexta-feira, 21 de maio de 2010

1978 - Van Halen

O Van Halen é uma daquelas bandas que enlouquecem o ouvinte assim que ele, muito desatento, aperta o play. Descobertos na segunda metade da década de 70 por grandes nomes do rock n' roll (como Black Sabbath e, principalmente, KISS, uma vez que Gene Simmons chegou a produzir as primeiras demos da banda, em 1976), o Van Halen deixou rapidamente de ser um simples grupo de abertura para se tornar a atração principal dos shows. Isto por uma simples razão: assim como seus patronos do Led Zeppelin e os praticamente contemporâneos "garotos" do AC/DC, o Van Halen se transformava em um gigante quando subia ao palco, e ninguém mais, portanto, os queria para abrir seus shows.

Mas toda essa "preocupação" era justificada. O Van Halen foi responsável por pegar o hard rock, distorcê-lo e acelerá-lo ainda mais para que a sonoridade fosse o mais vibrante possível. E, certamente, obtiveram êxito em tal objetivo. Basta analisarmos (e ouvirmos) a dupla explosiva representada por "Runnin' with the Devil" e "Eruption" para percebemos este fato: nestas duas canções, Eddie e Alex Van Halen brilham intensamente. Simplesmente não há o que discutir: Eddie Van Halen é, por exemplo, um dos poucos guitarrista que poderiam rivalizar com, por exemplo, Steve Vai. Ainda que menos criativo do que este, é inegável que Eddie fazia (e faz) suas seis cordas literalmente pegarem fogo. Todos os riffs deste primeiro disco, até mesmo nas interpretações de "You Really Got Me" (clássico de Ray Davis) e "Ice Cream Man" (de John Brim), levam e apresentam sua notável assinatura.

Somados à capacidade técnica e artística dos irmãos Van Halen,  estavam ainda o vivaz Michael Antony e o furor sexualmente obsessivo de David Lee Roth, cuja voz (literalmente inconfundível) era o último elemento necessário para tornar eterna a importância do Van Halen ao rock n' roll. Faixas costantes neste primeiro e homônimo registro de 1978, como "Ain't Talking 'bout Love" (uma verdadeira aula ministrada por Eddie Van Halen), "Little Dreamer", "Atomic Punk" e "Jamie's Cryin" se tornaram canções obrigatórias para todos os apaixonados por hard rock, além de serem amplamente capazes de fazer eriçar os pêlos da nuca de quem as ouve. 

Certamente, já aos idos dos anos 90, percebe-se que o Van Halen se afastou largamente daquilo que representava no início da carreira: perdeu-se um pouco da força e da energia pulsante que era característica desta banda. Nada que desabone sua história e relevância, certamente; mas, ainda assim, este é um bom exemplo de um grupo que conquistou o mundo no começo e deixou que ele se esvaisse com o passar do tempo. Mas, ainda assim, não há o que pestanejar: "Van Halen", de 1978, representa uma sonoridade incandecente e eterna. Simples assim.

Cheers!!!

Set List:

1. Runnin' with the Devil
2. Eruption
3. You Really Got Me
4. Ain't Talk 'bout Love
5. I'm the One
6. Jamie's Cryin
7. Atomic Punk
8. Feel Your Love Tonight
9. Little Dreamer
10. Ice Cream Man
11. On Fire

CLIQUE AQUI P/ FAZER O DOWNLOAD 

Um comentário:

  1. to com este cd no meu HD pra ouvir...

    como ainda não ouvi não posso dizer se concordo com vc, mas seu post é muito bom..

    ResponderExcluir