sexta-feira, 21 de maio de 2010

1980 - Iron Maiden

Com a nova visibilidade provida pela boa recepção de "The Soundhouse Tapes", em 1980 o Iron Maiden conseguiu registrar e lançar seu primeiro e homônimo trabalho. Com duas alterações em sua formação (Doug Sampson foi substituído por Clive Burr e Dennis Stratton foi admitido para auxiliar Murray com as seis cordas), "Iron Maiden" é tido, até os dias de hoje, como uma das expressões mais robustas e densas da Donzela. Tanto em aspectos musicais, como visuais, a banda conseguiu um feito quase impossível: agregar a atitude punk à sonoridade do metal. Paul Di'anno foi o responsável pela semelhança ao punk: sempre com cabelos curtos e uma postura mais incisiva do que as apresentadas pelos outros músicos, Di'anno é lembrado com carinho pelo público que acompanhou a banda nesta época.

"Iron Maiden" apresenta uma atmosfera uma sonoridade áspera: a limitação financeira ainda era uma espécie de problema para a banda, mesmo após a condução dos negócios do grupo terem passado aos cuidados do então sexto (hoje sétimo) elemento da Donzela, o manager Rod Smallwood. E é justamente este ambiente de simplicidade um dos maiores "charmes" do disco: seco e direito, o álbum não dá muito tempo para o ouvinte se proteger da densa sonoridade advinda do aparelho de som. "Prowler" e o single máximo desse disco, "Running Free", são um belo exemplo disso. Tanto Murray quanto Stratton fizeram um excelente trabalho no álbum, criando um universo forte e pesado para o ouvinte. Di'anno igualmente merece destaques: "Remember Tomorrow" e "Strange World" são a prova cabal de sua capacidade e de seu feeling: ambas as canções chegam a fomentar arrepios em quem as ouve. O xerife Harris brilha em todas as canções, conm destaque ao hino-faixa-título (e também à "Running Free") onde seu baixo cavalga livremente durante o desenvolvimento das faixas.

Mas é com "Phantom of the Opera" que o álbum encontra o seu ápice. A canção apresenta uma incrível nuance de riffs e cadência melódica que impressionam a cada segundo que se passa. Se em estúdio a impressão da faixa já é excelente, on stage a canção gerava (e ainda gera) uma verdadeira catárse, se transformando em um turbilhão de som, força e peso dificilmente concentrados em uma só música. Também tratando de alterações de compasso, "Charlotte the Harlot" e a clássica "Transylvania" são bons exemplos das qualidades musicais evidenciadas por cada membro do Maiden.

Analisando a trajetória do grupo ponta-a-ponta, "Iron Maiden" é demasiadamente diferente do último registro do grupo, "A Matter of Life and Death". Escutando cuidadosamente em sequência ambos os álbuns, a impressão é a de que está a se ouvir duas bandas totalmente distintas. Também, pudera: além dos quase trinta anos que os separam, os dois discos contam com formações totalmente distintas, onde os integrantes em comum são percebidos apenas em Harris e Murray. Mas, mesmo levando-se em consideração todos estes fatos, é inegável que "A Matter..." não carrega o mesmo espírito e energia de "Iron Maiden". Gareth Thompson, resenhista imortal revista Kerrang! chega a afirmar que a sonoridade do Maiden nunca foi repetida de forma tão direta e densa como no disco de estréia. E, afinal, esta é a sua importância: foi com seu disco de estréia que a Donzela pode figurar ao lado de Saxon, Angelwitch, Def Leppard, entre outras, como uma das bandas a encabeçar a New Wave of British Heavy Metal, que semeou novamente o metal pelo mundo. Só por isso, "Iron Maiden" já merece ser ouvido constantemente no último volume.

Cheers!!!

Set List:
1. Prowler
2. Sanctuary*
3. Remember Tomorrow
4. Runnig Free
5. Phantom of the Opera
6. Transylvania
7. Strange World
8. Charlotte the Harlot
9. Iron Maiden

* "Sanctuary" não figura no tracklist original de "Iron Maiden", sendo incluída no álbum na ocasião do relançamento remasterizado da discografia do Maiden no fim da década de 90. "Sanctuary" foi, portanto, lançado orginalmente em formato 'single', como veremos a seguir.

CLIQUE AQUI P/ FAZER O DOWNLOAD

Nenhum comentário:

Postar um comentário