terça-feira, 3 de agosto de 2010

2000, Back Door Man

Salve, salve amantes do Rock ‘n’ Roll.
Hoje trago à vocês essa pérola do Blues “Ron Hacker”, embebido nas raízes do mesmo.

Nascido em 25 de janeiro de 1945, em Indianápolis, Indiana, Ron sentiu o soco duro da vida em sua cara pela primeira vez quando seu pai veio a falecer e sua mãe o rejeitou junto de seu irmão, (Hacker tinha apenas 4 anos). Passando a viver hora com suas tias e hora com pessoas da igreja, esse estilo de vida favoreceu a se tornar um pequeno "burrinho" ou "marginal", como ele mesmo diz. Toda essa má sorte só poderia resultar em algo, e nesse caso, Hacker encontrou o Blues, ou para alguns foi o Blues que o encontrou.

Com 11 anos de idade, foi encaminhado para um centro juvenil por vandalismo e lá descobriu um ritmo que não tocava em sua vizinhança branca: era o inovador Blues. Porém, a vida reservou outras descobertas para Ron: no inicio dos anos 60, após se mudar com seu irmão, descobriu as drogas, sexo, mulheres e Elmore James.

Graças a James, Ron comprou um violão a 5 dólares e resolveu tocar como o mesmo. Mas tocar “Slide Guitar” e ser branco não faz de ninguém um grande “Bluesman”, foi a sorte ou o acaso que fez Ron retornar a Indianápolis nos anos 70. Foi quando um Dj veio a cruzar o caminho de Ron com o do James “Yank” Rachell. Ron não conhecia Yank Rachell, mas ele tinha um grande segredo para mostrar.

Rachell ensinou a Ron o segredo do Delta Blues, os macetes, as jogadas, os tons e tudo que era possível ensinar e Ron captou muito bem, para nosso deleite. O resultado veio a incidir em ótimos discos de Blues e Ron deixou de ser um moleque e se transformou em um dos melhores tocadores de “Slide Guitar”.

Após ótimos discos chega aos nossos ouvidos o 4° álbum de Hacker, “Back Door Man”,(A expresão "back door man", no contexto original, significa o amante, quem entra e sai pela porta dos fundos da casa, e é um tema recorrente ao blues.) esse se tornou um disco matador, apoiado por Artis Joyce e Shad Harris esse disco traz um Power trio de dar inveja a qualquer Bluesman do mundo.

Destaque para as seguintes faixas, I got Tattooed uma bela musica que já foi regravada em uma nova versão pela banda “Cracker Blues” já postado aqui no blog.Come Om in my Kitchen, essa versão traz uma roupagem nova para esse clássico de Robert Johnson.


Set List

Musicos: Ron Hacker (guitar/vocals), Artis Joyce (bass), Shad Harris (drums)
  1. Big Brown Eyes
  2. Two Timin' Woman
  3. Back Door Man
  4. My Bad Boy
  5. Mambo for Albert
  6. Ax Sweet Mama
  7. Yank Told Me
  8. Hear Me Sing Like Elmore James
  9. I'm Gonna Miss You Like the Devil
  10. Hate to See You Go
  11. I Got Tattooed
  12. Diddley Widdley
  13. Come On In My Kitchen

    Clique na Imagem para fazer o download. (Baixou?...Gostou?....Comprou!!!)


    Um comentário: