segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Down in the Delta, 2005

Como iniciar com o pé direito no meio musical? Como alcançar o seu devido lugar? Paul Oscher demonstrou que tudo é possível...
Paul Oscher, o premiado cantor de blues, compositor, cantor e multi-instrumentista (gaita, guitarra, piano, harpa e baixo), veio alcançar seu apogeu musical em meados de 67, seguindo seus grandes ícones (Little Walter, Junior Wells, James Cotton, e Big Walter Horton), Oscher conseguiu aquilo que nenhum branco havia conseguido antes, foi o primeiro branco a ser musico integral em uma banda de Blues só de negros. Detalhe importante, essa era a banda de Muddy Waters e Paul Oscher era o novo gaitista.

Paul começou a tocar blues aos incentivos de seu tio que lhe deu sua primeira gaita, após alguns pequenos concertos e apresentações Paul começou a tocar com o guitarrista e cantor Jimmy Mae sendo assim, abrindo seu leque de conhecimentos musicais.

No inicio de 60, Paul conheceu Muddy e em 67 o mesmo veio a tocar em Nova York, mas Waters estava sem um gaitista. Paul se entrosou com a banda e tocaram “Baby please don’t go e Blow Winds Blow”, Muddy o contratou na hora. Trabalhando ao lado de grandes nomes no decorrer dos anos (Muddy Waters, Otis Spann, Lawhorn Sammy, Pee Wee Madison e Leary SP,) Paul aprendeu a formula profunda do blues, o que se tornou sua grande marca até hoje.

Após longos anos em turnes pela America e Europa nos 80 Paul cansa da vida, dos longos dias de trabalho o mesmo parou com sua musica, mas para nossa alegria isso não durou muito. Em 92 Paul retorna a fazer alguns pequenos trabalhos e em 94 forma uma banda tributo a Muddy Waters, já em 95 grava seu primeiro disco The Deep Blues" e em seguida o tenebroso Knockin' on the Devils' Door.

Eis que passados os anos, e outros discos, Paul lança o nosso destaque de hoje, "Down in the Delta", um album "a lá velha guarda", com toques sutis e batidas certeiras que nos levam a caminhar espiritualmente pelos campos de algodão e outras lembranças que o Blues nos traz. Esse disco mostra como a influencia de Muddy Waters permanece até hoje em Paul, e não como um cover de Muddy, e sim no modo de quem tocou com ele por anos, vivenciou sua magia na guitarra e aprendeu com o mesmo.

Destaque para as versões de Charlie Brown Tune "Driftin' Blues"," Handy's "St. Louis Blues," Robert Johnson's "32-20" a linda versão instrumental "Things Ain't What They Used To Be," de Duke Ellington. Já em "Blues and Trouble" podemos ver claramente as influencias e Otis Spann. Com o disco "Down in the Delta", Paul ganhou mais dois importantes e almejados premios, Blues Music Awards e Acoustic Artist of the Year, todos de 2006.



Set List
1. Driftin' Blues
2. St. Louis Blues
3. Blues and Trouble
4. 32-20 Blues
5. Blues Before Sunrise
6. Deborah's Baby
7. Sugar Mama
8. Take a Little Walk
9. Things Aint What They Used to Be
10. I'm Goin' Away Baby
11. So Lonesome
12. You're Still My Baby
13. What a Friend We Have in Jesus
14. Georgia

Clique na Imagem para fazer o download. (Baixou?...Gostou?...Comprou!!!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário