quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Silvermoon: O Retorno do Hard Rock Curitibano



No final do mês de julho, a Moonshine, uma das melhores bandas de Curitiba, anunciou oficialmente que estava a encerrar suas atividades, depois de se consolidar como um dos mais fortes nomes quando o assunto se direciona aos clássicos do hard rock/AOR dos anos 80, e isso em um momento que muitos não esperavam, seja pelo crescente número de apresentações que a banda estava a fazer, ou ainda, pela chegada de Caco Andrade como novo frontman do grupo. Mas os motivos para este descontento já podem ficar para trás: é com muita alegria e satisfação que o Rock Pensante anuncia a chegada de um novo momento do hard rock curitibano com a estruturação de Silvermoon, a mais nova banda de nossa cidade, que conta com a participação de alguns integrantes da Moonshine. O Rock Pensante também conversou exclusivamente com Ronaldo Junior, tecladista da Silvermoon, que contou um pouco deste novo projeto e as expectativas do novo grupo.

Segundo Ronaldo Junior., a Silvermoon surgiu da vontade de levar o trabalho construído com a Moonshine adiante: "Há uns meses já não havia um clima bom na Moonshine, e ninguém sabe dizer exatamente porquê", contou o tecladista. "Dia 31/07 fizemos uma reunião e decidimos, em conjunto, encerrar as atividades do nome 'Moonshine'. Mas, neste mesmo dia, conversei com três membros da banda sobre a possibilidade de concretizar não um novo projeto, mas sim, a continuidade do trabalho da Moonshine". Esses três integrantes que partilhavam da idéia de prosseguir com o núcleo essencial do trabalho da Moonshine são o vocalista Caco Andrade, o guitarrista Everton Camu e o baixista Eduardo Stonoga.


Essa idéia prosseguiu como quarteto apenas por um dia, quando o próprio Ronaldo Jr. entrou em contato com o baterista Alison Schli, que é seu parceiro na excelente banda Dark Symphony (que em breve integrará as páginas virtuais do Rock Pensante) e integra também o conhecido grupo de death metal Sad Theory, que lançou, em 2006, o disco "Biomechanical", pelo selo Die Hard. No entanto, ainda faltava outro guitarrista para auxiliar Everton Camu no comando das seis cordas. "Foi aí que chamei André Mendes, do Dragonheart, que é outra grande banda", atestou o tecladista, que já possui um longo caminho trilhado com André no meio musical: "André é meu amigo de anos, tocamos juntos na Evolution e ele ainda foi o primeiro vocalista da Moonshine, em 2007. Na Silvermoon ele entra como guitarrista e segundo vocalista". André Mendes, enquanto integrava a Dragonheart, gravou os discos "Vengeance in Black", em 2005, e "When the Dragons Are Kings: The First Ten Years", em 2008, que contou com a colaboração de Ronaldo Junior em duas faixas.

Deste modo, dos seis atuais membros da Silvermoon, cinco deles já passaram pela Moonshine, o que, para o público, representa a agradável premissa de que o espírito da banda permanecerá o mesmo. Sobre este novo rumo, que será trilhado por quem conhece bem o caminho, Ronaldo Jr. não esconde a satisfação: "Considero tudo isso uma evolução do trabalho, e um dos principais ganhos da banda com a entrada dos novos integrantes consiste no aspecto técnico... o que esses caras tocam não é brincadeira!!"

A Silvermoon já deu o ponta pé inicial em seus ensaios e, dentro de um mês, a banda fará sua primeira apresentação na cidade, com local que ainda não foi definido mas, provavelmente, ocorrerá em um dos três bares que já manifestaram real vontade de acolher a estréia do grupo. Quem conheceu o trabalho da Moonshine sabe muito bem o que estas perspectivas e boas novas significam. A sonoridade da banda sempre representou uma espécie de redemoinho de vento e força, que envolvia quem quer que os ouvisse e propiciava um momento ímpar de diversão. Aquela não era uma banda que apenas dava ao público as canções que eles ansiavam ouvir, dentre a miríade de pérolas do hard rock que saltam dos anos 80. Era mais do que isso: a Moonshine executava todas aquelas canções com uma identidade própria, passando do simples cover para alcançar uma roupagem mais distinta, forte e satisfatória. Com a Silvermoon, dentre as diversas possibilidades de êxito, ao menos uma é certa: toda a força da Moonshine será elevada à décima potência. E todos nós temos a ganhar com isso. Já não era sem tempo.

Cheers!!!

SILVERMOON  - AOR / HARD ROCK

Caco Andrade - Vocal
Everton Camu - Guitarra
André Mendes - Guitarra
Edu Stonoga - Baixo
Alison Schli - Bateria
Ronaldo Júnior - Tecladista

Ingresse na Comunidade da Silvermoon no Orkut clicando AQUI!!!

Adicione o Perfil da Silvermoon no Orkut clicando AQUI!!! 

2 comentários:

  1. Gostava muito do trabalho da moonshine e tenho certeza que a SILVERMOON será ainda melhor, sucesso e nos vemos no show :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. kra fui aluno do Andre, conheco o trabalho dele des dakela epoca, junto ao dragonheart e curti muito mesmo o som na Silvermoon os kras tao mandando super bem.
    parabens

    ResponderExcluir