domingo, 24 de outubro de 2010

1985 - Magic Touch

Um tópico que raramente provoca discussões resida na questão de considerar Stanley Jordan um dos maiores nomes do jazz. Dotado de uma técnica singular, como uma elaboração das famosas two hands, Jordan construiu uma carreira formidavelmente inquestionável. Mas, apesar de não transparecer à primeira vista, sua personalidade (ao menos no início de sua carreira) indicava sinais do que alguns denominam de "incongruência". Aqui, limitaremos a nominar tal característica como "sensatez".

Mesmo sendo o portador de uma das técnicas mais invejáveis quando o assunto é guitarra, Jordan não sentia pudor em tocar por alguns centavos: mesmo formado pela Academia de Música de Princeton, Stanley fazia questão em tocar na rua, de graça (ou em troca de moedas) para quem quisesse ouví-lo. Quando finalmente um produtor renomado o encontrou e ofereceu a oportunidade de oficializar sua carreira (sonho de qualquer músico, principalmente daqueles que fazem da calçada o seu palco), Stanley Jordan novamente não deixou sua face rubra ao dizer humildemente "não". E isso sem relacionar-se à algum tipo de ideal ou independência: Jordan não aceitou a proposta porque não julgava-se capaz de, naquele momento, construir algo razoavelmente bom o suficiente para consolidar um disco. E, ainda, queria se dedicar à família com intensidade.

Para a sorte do jazz, em 1985 Stanley Jordan sentiu-se seguro o suficiente para aceitar o novo convite de Bruce Lundvall (de quem havia recusado a proposta de gravar anteriormente): assim, no mesmo ano, veio à tona "Magic Touch", um disco singular que faz qualquer amante do jazz ou da guitarra prestar severa atenção em seu conteúdo. O álbum de estréia contém material originalmente composto por Jordan e, como não poderia ser diferente, justas homenagens a grandes nomes da música, não se limitando apenas ao jazz. Das releituras, "Eleanor Rigby", originalmente composta pelos Beatles, se destaca pela sua complexidade e pelo arranjo original que a compõe. Ainda que a base fundante da canção de Lennon & McCartney tenha sido mantida, a "Eleanor" de Jordan corre por campos não explorados pelos filhos mais famosos de Liverpool.

O mesmo ocorreu com "The Lady in My Life", canção originalmente composta por Rod Temperton e tornada mundialmente famosa por Michael Jackson em seu fundamental álbum "Thriller", de 1982. Além da execução primorosa de Jordan, Wayne Brathwaite conduziu as quatro cordas com uma pegada jazz que conseguiu ser inovadora ao manter a mesma base apresentada por Jackson. Miles Davis também é homenageado em "Freddie Freeloader", assim como Thellonius Monk em "Round Midnight". Por tudo isso, "Magic Touch" rendeu a Stanley Jordan duas indicações ao Grammy e ficou por 51 semanas em primeiro lugar dos discos de jazz listados pela Billboard em 1985/86. Por tudo isso, e por Jordan representar uma constante a ser descoberta, "Magic Touch" merece ser ouvido com carinho e atenção. É uma pedra fundamental do jazz lapidada nos últimos 25 anos.

Cheers!!!

Set List

1. Eleanor Rigby
2. Freddie Freeloader
3. Round Midnight
4. All the Children
5. The Lady in My Life
6. Angel
7. Fundance
8. New Love
9. Return Expedtion
10. A Child is Born

CLIQUE AQUI P/ FAZER O DOWNLOAD 

Nenhum comentário:

Postar um comentário