terça-feira, 7 de dezembro de 2010

2006 - Tribute to Rainbow: Joe Lynn Turner and The New Japan Philarmonic


Não é de hoje que o rock e a música clássica trafegam e constroem seus caminhos de mãos dadas. Na história, desde o pioneiro "Concert for Group and Orchestra", temos diversos exemplos de bandas que se aventuraram em consolidar uma releitura de seu trabalho com a fusão entre o peso e o refinamento. No sentido oposto, a recíproca também é verdadeira: não faltam tributos de orquestras à bandas lendárias, de Led Zeppelin a Iron Maiden. E com o Rainbow a coisa não foi diferente.

A banda fundada por Blackmore sempre teve, por razões óbvias, uma ligação direta com a música erudita. "Blackus" nunca escondeu que suas maiores influências decorriam da música clássica, especialmente da vertente barroca. Diversas canções do Rainbow (e, claro, também do Deep Purple) são uma menção direta à esta influência. Yngwie Malmsteen, mais do que uma lenda das seis cordas, ostenta orgulhosamente o fato de que foi Blackmore quem construiu a ponte que o levou até a música clássica e guiou todo o seu desenvolvimento técnico na guitarra. Enfim, por estas razões, e por tantas outras, nada mais justo que o Rainbow recebesse uma direta homenagem produzida por uma excelente orquestra; e mais: nada melhor do que Joe Lynn Turner fazer "as vezes" de porta-voz desta festa.


E assim consolidou-se este excelente bootleg, que o Rock Pensante traz com o maior contento. "Tribute to Rainbow" apresenta canções provavelmente escolhidas a dedo, mostrando duas fases do grupo que o público conhece bem: a que contava com o eterno Ronnie James Dio nos vocais e, logicamente, a que contou com Turner como frontman. Outro ponto importante neste tributo é a predominância da orquestra no alicerçamento sonoro. Nada de guitarras, bateria e baixo acompanhado a New Japan Philarmonic: apenas ela e Turner é que preencheram o vazio com todo o sabor artístico que a música pode proporcionar.

No primeiro disco, predominam as canções da "Era Dio": "Catch the Rainbow" introduz um ímpar momento de reflexão, com a execução perfeita da orquestra e a força da voz de Turner, que honrou com glória o legado de Dio no Rainbow. "Gates of Babylon" e "Rainbow Eyes" também fazem valer a atenta audição, seja para captar as inovações providas pela orquestra ou apenas para apreciar sua beleza. Já no segundo disco, é a "fase Turner" que mostra sua face. "Stone Cold", "Street of Dreams", "Maybe Next Time" e "Stranded" reascenderam a chama de um dos mais curiosos momentos do Rainbow. Com o gradativo crescimento da força das canções (captado pela orquestra), instantaneamente preenchemos as lacunas deixadas pela ausência de distorção e beat com nosso imaginário: somos nós quem conduzimos guitarras, baixos e baterias ao nosso próprio deleite. É de se imaginar o quão interessante seria uma homenagem ao Rainbow nestes mesmo moldes, acrescidos de fato com o peso do hard rock.

Mas, sem exageros, talvez o ponto alto do tributo encontre abrigo em "Spotlight Kid", canção do álbum "Difficult to Cure", primeiro com Turner nos vocais. Nesta faixa percebe-se a nítida ligação do Rainbow com a música clássica: a orquestra não mudou sequer uma passagem da canção, mas, quem a ouvir pela primeira vez e não souber que foi Richie Blackmore quem a escreveu, possivelmente irá creditar a composição à algum ícone da música do século XVIII ou XIX. "Spotlight Kid" representa toda a extensão erudita incrustada no espírito do Rainbow pela influência de Blackmore. Simplesmente fantástico.

Enfim, "Tribute to Rainbow: Joe Lynn Turner and The New Japan Philarmonic" constituí um tributo e tanto para umas das mais importantes bandas de hard rock de todos os tempos. Além de uma reverência merecida, é também a chance de apreciarmos o trabalho da banda sob outro prisma, aproveitando todas diferenças e semelhanças criativas decorrentes do rock e da música clássica. Como não poderia ser diferente, é nossa obrigação creditar este tesouro ao blog Rockkk and Rulezzz, que primeiro apresentou este bootleg ao público. Conheçam o site acessando o link nos comentários da postagem.

Cheers!!!

Set List:

Disc One

1. Tune Up
2. Eyes of the World
3. Catch the Rainbow
4. Gates of Babylon
5. Weiss Heim
6. Raibow Eyes
7. 1812 Overture (Dedicated to Cozy Powell)

Disc Two

1. Elgar Pomp and Circunstance
2. Spotlight Kid
3. Stone Cold
4. Can't Let You Go
5. Stranded / I Surrender
6. Maybe Next Time
7. Street of Dreams

PARA FAZER O DOWNLOAD, CLIQUE AQUI 

Um comentário:

  1. Apreciem o trabalho do Mr. Zakk:

    http://rocknrulez.blogspot.com/


    Vale muito a pena!

    Enjoy it!!!!

    ResponderExcluir